6i60pdla5c4a7ei5ojad1ay6whlp8a
Buscar
  • A Herbalista

Divino Marmelo!

O Marmeleiro é uma planta que tem as suas origens nas regiões da Ásia Ocidental e, segundo se crê, terá sido levado para a região do mar Mediterrâneo há já mais de quatro mil anos. O seu fruto tem um perfume forte, mas agradável, e é largamente utilizado na fabricação de doces, geleias e licores. Esse fruto teve simbologias importantes para as civilizações antigas.

O marmelo ( Cydonia oblonga ) é uma fruta antiga nativa de várias partes da Ásia e do Mediterrâneo. Seu cultivo remonta à Grécia e Roma antigas, onde serviu como um símbolo de amor e fertilidade. Embora hoje em dia sejam consideravelmente menos comuns, os marmelos são parentes próximos de frutas populares, como maçãs e peras.


O marmelo, por norma, não é consumido em fresco ou ao natural, apesar de que, tal como a maçã, empresta um ótimo perfume e paladar agridoce, para quem gosta de ousar na preparação de saladas. Mas, é depois de cozido, que é utilizado para fazer a famosa marmelada ou geleias, além de xaropes, licores e alguns finos pratos salgados. O cozimento do fruto é, no entanto, responsável pela perda de grande parte da vitamina C, na qual é tão rico.


O marmelo, usado na preparação de geleia, marmelada e compota, é também usado na medicina alternativa para tratar e prevenir algumas doenças. Na beleza, tem ação emoliente, amaciando e acalmando a pele. Os poderes medicinais do marmelo são muitos no tratamento de gripe, bronquite e inflamações das vias respiratórias. A polpa do marmelo, assim como o seu suco é eficaz no tratamento de aftas, gengivite e dor de garganta.


O marmelo cozido, sem adição de açúcar é eficaz no tratamento de diarreia infantil.

O chá feitos com as folhas do marmeleiro costuma ser usado para combater a diarreia, cólicas e tratamento de convalescentes. Um cataplasma com as suas folhas trituradas alivia edemas traumáticos, nevralgias faciais, fissuras na pele e até queimaduras.


É também utilizado na fabricação de perfumes e cada vez mais também em aromo terapia.

Também é considerado como sendo Adstringente, Anti-séptico, Anti-espasmódico, Calmante, Nutriente.


Cydonia oblonga M. é uma planta medicinal da família Rosaceae, usada para prevenir e tratar câncer, diabetes, hepatite, úlcera, infecções respiratórias e urinárias, etc. Essa maravilhosa planta é rica em metabólitos secundários úteis tais como fenólicos, esteróides, flavonóides, terpenóides, taninos, ácidos orgânicos e glicosídeos. Uma ampla gama de atividades farmacológicas como antioxidante, antibacteriana, antifúngica, antiinflamatória, hepatoprotetora, cardiovascular, antidepressiva, antidiarréica, hipolipidêmica, diurética e hipoglicêmica tem sido atribuída à Cydonia oblonga. A mucilagem de polissacarídeos, glucuronoxilana extraída das sementes de Marmelo, é usada em adesivos dérmicos para curar feridas. ( https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27445806 )

Rico em nutrientes


Os marmelos contêm fibras e várias vitaminas e minerais essenciais, tornando-os um complemento nutritivo para qualquer dieta.


Um único marmelo de 92 gramas fornece o seguinte:


Calorias: 52

Gordura: 0 gramas

Proteína: 0,3 gramas

Carboidratos: 14 gramas

Fibra: 1,75 gramas

Vitamina C: 15% do valor diário (DV)

Tiamina (vitamina B1): 1,5% da DV

Vitamina B6: 2% da DV

Cobre: 13% do DV

Ferro: 3,6% do DV

Potássio: 4% da VD

Magnésio: 2% da VD


Como você pode ver, essa fruta fornece quantidades moderadas de vitamina C e cobre , além de pequenas quantidades de vitaminas B, ferro, potássio e magnésio.

Embora não sejam extraordinariamente ricos em qualquer composto específico, os marmelos oferecem uma ampla variedade de nutrientes por muito poucas calorias .


Os marmelos são baixos em calorias e possuem uma variedade de vitaminas e minerais essenciais, tornando-os uma fruta nutritiva.

Contém antioxidantes potentes


Muitos dos benefícios associados aos marmelos podem ser atribuídos ao rico suprimento de antioxidantes da fruta.Os antioxidantes reduzem o estresse metabólico, reduzem a inflamação e protegem as células contra danos causados ​​pelos radicais livres, que são moléculas instáveis.


Algumas pesquisas sugerem que alguns antioxidantes presentes nos marmelos, incluindo flavonóis como quercetina e kaempferol, reduzem a inflamação e protegem contra doenças crônicas como doenças cardíacas.


Ajuda a gerenciar náuseas induzidas pela gravidez

Os sintomas mais comuns durante o início da gravidez são náuseas e vômitos.

Algumas pesquisas indicam que os marmelos podem ajudar a aliviar esses sintomas.

Um estudo em 76 mulheres grávidas observou que 1 colher de sopa (15 ml) de xarope de marmelo era significativamente mais eficaz que 20 mg de vitamina B6 na redução de náusea induzida pela gravidez ( https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28631509 )


Pode aliviar problemas digestivos


Os marmelos são há muito utilizados na medicina tradicional e popular para tratar uma variedade de distúrbios digestivos.


Pesquisas recentes sugerem que o extrato de marmelo pode proteger o tecido intestinal contra danos relacionados a doenças inflamatórias intestinais, como a colite ulcerosa.


Em um estudo em ratos com colite ulcerosa, aqueles que receberam extrato de marmelo e suco reduziram significativamente os danos no tecido do cólon, em comparação com o grupo controle ( https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23181087 )Ainda, estudos humanos são necessários.


Pode tratar úlceras estomacais


Pesquisas anteriores sugerem que compostos vegetais de marmelos podem ajudar a prevenir e tratar úlceras estomacais .Em um estudo em tubo de ensaio, o suco de marmelo inibiu o crescimento de H. pylori , uma bactéria conhecida por causar úlceras estomacais.


Enquanto isso, um estudo em ratos descobriu que o extrato de marmelo protegido contra úlceras estomacais induzidas por álcool. ( https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23181087 )



Pode reduzir os sintomas de refluxo ácido

Vários estudos sugerem que o xarope de marmelo pode ajudar a gerenciar os sintomas da doença do refluxo gastroesofágico, comumente conhecida como refluxo ácido.


Um estudo de 7 semanas em 80 crianças com refluxo ácido constatou que a suplementação diária com xarope de marmelo era tão eficaz quanto a medicação tradicionalmente usada para aliviar os sintomas dessa condição ( https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26573454 )


Em um estudo realizado em 137 mulheres grávidas, uma dose de 10 mg de xarope de marmelo tomada após as refeições também mostrou ser tão eficaz quanto a medicação tradicional no alívio dos sintomas de refluxo ácido ( https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29553843 )


Além disso, em um estudo de 4 semanas em 96 crianças com refluxo ácido, o uso de concentrado de marmelo ao lado dos medicamentos tradicionais melhorou os sintomas - como vômitos, aversão alimentar, arrotos e dor abdominal - em maior extensão do que tomar o medicamento sozinho ( https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/31331564 )


Pode proteger contra certas reações alérgicas


Os marmelos podem aliviar sintomas alérgicos, suprimindo a atividade de certas células imunológicas responsáveis ​​por reações alérgicas ( https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27445806 )


Gencydo, um medicamento comercial para alergia, combina suco de limão e extrato de frutas de marmelo. Alguns pequenos estudos confirmam sua capacidade de prevenir e tratar reações alérgicas leves, como coriza e asma ( https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27445806 )


Além disso, estudos com ratos observam que os extratos de frutos e sementes de marmelo podem prevenir e tratar a dermatite alérgica induzida artificialmente. Ainda não está claro se eles teriam o mesmo efeito nas pessoas ( https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27445806 )


Enquanto alguns especialistas especulam que os produtos de marmelo podem ser uma alternativa segura aos medicamentos alérgicos tradicionais, são necessárias mais pesquisas.



Pode suportar a função imunológica adequada


Marmelos podem apoiar o seu sistema imunológico.Vários estudos em tubo de ensaio revelam que possui propriedades antibacterianas que podem ajudar a impedir o crescimento excessivo de certas bactérias nocivas, como E. coli e S. aureus.

( https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27445806 )


Além disso, um único marmelo contém 15% do VD de vitamina C , essencial para um sistema imunológico saudável e funcional ( https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29099763 )


Da mesma forma, uma fruta fornece de 6 a 8% da recomendação diária para fibra. A ingestão adequada de fibras suporta as bactérias saudáveis ​​que vivem no trato digestivo, conhecidas coletivamente como microbioma intestinal.


Manter um microbioma intestinal saudável pode reduzir a inflamação e melhorar a resistência a infecções por bactérias nocivas no trato digestivo.


Como comê-los

Ao contrário das frutas mais populares, os marmelos raramente são comidos crus. Mesmo quando maduros, os marmelos crus têm um sabor adstringente, sua carne é dura e azeda.


Assim, a maioria dos amantes de marmelo concorda que a fruta é melhor consumida cozida.


Depois de fatiar um marmelo, coloque-o em uma panela com água deixando ferver até a carne do marmelo amolecer. Você também pode experimentar adicionar especiarias como baunilha, canela, gengibre e anis estrelado. Invente seu próprio prato, crie sua receita de Marmelo!


Saúde a Todos!

naturopatia.aherbalista@gmail.com



342 visualizações
  • telegram icone
  • whatsapp_aherbalista
  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • YouTube
  • messenger icone
  • Instagram

 - International Knowledge of Food, Herbs & Health -

© 2020  A Herbalista